AGENTE PENITENCIÁRIO FEDERAL
Apenas
R$18,00
    

Agente Penitenciário Federal
Específica / Concurso de Agente Penitenciário Federal - Aquisição por Download - CONCURSO 2005

* Clique aqui - Regras de uso da apostila
Comprar RadButton


Esta APOSTILA  CD- CURSO contém matéria específica para o cargo de:

AGENTE PENITENCIÁRIO FEDERAL 

Exigência: segundo grau completo

  salário inicial de R$2.627  -  INSCRIÇÕES DE 21/02 à 06/03/2004

As provas objetivas estão previstas para maio ( dia 22). Serão executadas pelo Centro de Seleção e Promoção de Eventos (Cespe) da Universidade de Brasília (UnB), nas cidades de Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Luís e São Paulo.

INSCRIÇÃO VIA INTERNET

Será admitida a inscrição via Internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/snj2005, solicitada no período entre 10 horas do dia 21 de fevereiro de 2005 e 20 horas do dia 13 de março de 2005,observado o horário oficial de Brasília/DF.

 A APOSTILA

Em cada disciplina os assuntos estão didaticamente dispostos para que você atinja de forma organizada e gradual os conhecimentos necessários para seu bom desempenho nas provas desse concurso, alcançando assim o tão almejado objetivo, ou seja, sua aprovação !

Adquira já a sua apostila - Aquisição por Download

Conteúdo Programático

 

  • LÍNGUA PORTUGUESA.
  • MATEMÁTICA 
  • CONHECIMENTOS DE INFORMÁTICA.
  • NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL.
  • NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO.
  • NOÇÕES DE DIREITO PENAL.
  • NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL.
  • LEGISLAÇÃO ESPECIAL.
  • REGIME JURÍDICO ÚNICO DA UNIÃO.
  • NOÇÕES DE DIREITOS HUMANOS

 

E MAIS !

  • TESTES (simulados) COM GABARITO INSTANTÂNEO
  • LEIS PERTINENTES AO ESTUDO PARA ESSE CONCURSO

 Copie uma demonstração para o seu computador

 

Distribuição das vagas:

164 vagas para a penitenciária federal de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, que deve ficar pronta em agosto de 2005;

164 para a de Catanduvas, no Paraná, cuja licitação está em andamento e será construída entre janeiro e agosto do próximo ano; e

40 para a ala federal da prisão de Cuiabá, Mato Grosso, já em fase final de construção.

Obrigado pela Confiança.

Bom estudo e,

Boa Sorte !




AGENTE PENITENCIÁRIO FEDERAL

 

Departamento Penitenciário Nacional                                            02/08/2007

 

 

O Departamento Penitenciário Nacional (Depen) aguarda apenas aprovação do projeto que do Ministério do Planejamento para criar mil vagas no sistema penitenciário federal, sendo 750 de agentes penitenciários e 250 de especialistas em gestão e tratamento penitenciário.

A intenção é de realizar concurso público o quanto antes para lotar servidores especialmente na nova penitenciária federal, a ser inaugurada em setembro, em Mossoró, no Rio Grande do Norte. O planejamento do concurso está quase concluído, só dependendo da criação das vagas, segundo assessoria de comunicação.

Além de penitenciária de Mossoró, serão inauguradas a de Porto Velho, em Rondônia, prevista para o final do ano, e a de Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo, prevista para 2008. Atualmente, existem as unidades de Catanduvas, no Paraná, e a de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

A remuneração do agente, que exige apenas o nível médio, varia entre R$4 mil e R$4.500, já incluídas as gratificações. Já para especialistas, carreira que precisa ser criada por medida provisória ou projeto de lei, os salários previstos no projeto e que ainda podem ser modificados variam entre R$5.500 e R$6 mil. Apenas após a votação do projeto, a carreira de especialistas poderá ser criada.

Esta carreira engloba profissionais de nível superior, especializados em Medicina, Odontologia, Psicologia, Assistência Social, Enfermagem, e também na área de gestão, com administradores e engenheiros.

A intenção do Depen é ter 300 servidores em cada penitenciária, sendo 50 deles especialistas. Atualmente, trabalham 470 agentes no total. Mas, na opinião do Sindicato dos Agentes Penitenciários Federais de Catanduvas (SINDAPF), o ideal é ter 300 agentes e 50 especialista em cada unidade. Segundo o presidente do SINDAPF, Yuri Carvalho, o sindicato propõe ainda a criação da Polícia Penitenciária, que ficaria responsável pelos presídios e seria composta apenas por agentes penitenciários, fazendo com que os policiais militares e civis que atuam no sistema retornassem para suas áreas originais de atuação.

"Apesar de não termos o número exato destes policiais que atuam nos presídios, sabemos por alto que fica em torno de 1.400, o que representa 30% de acréscimo no efetivo da polícia", disse o presidente. Com isso, afirmou, será ainda mais necessário realizar concurso para agente penitenciário e especialistas.

O processo seletivo e o programa de provas deverá seguir basicamente o mesmo padrão do concurso anterior, de 2005. Na ocasião, a seleção teve provas objetivas, com 70 questões de conhecimentos básicos sobre Língua Portuguesa, noções de Informática, Matemática e atualidades, e 80 de conhecimentos específicos sobre noções de Direito Constitucional, Administrativo, Penal, Processual Penal e Direitos Humanos.


Apostilas Objetiva.